Correndo contra o relógio: como identificar se você é uma pessoa ansiosa

0

Com a popularização da internet, a rapidez e as facilidades da tecnologia fizeram com que as pessoas tivessem dificuldade em esperar por qualquer coisa. Isso fez a ansiedade se tornar um dos males mais presentes na sociedade atual. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 33% da população mundial sofre do distúrbio. Mas, você sabe identificar se sofre de ansiedade ou se é apenas estresse? Conversamos com a psicóloga Anne Prado de Faria, que nos ajudou a entender melhor sobre esse tema.

Qual a diferença entre estresse e ansiedade?

Comer ou Não Comer-02

Embora apresentem sintomas parecidos, o estresse e a ansiedade são coisas bem diferentes. “O estresse é algo momentâneo que pode atrapalhar sua atenção ou tirar o sono. Já a ansiedade é algo mais físico, você sente uma taquicardia, sudorese nas mãos, um aperto no peito. Em casos extremos você fica paralisado ou tem vontade de sumir”, explica a psicóloga.

Como a ansiedade interfere no dia a dia

Como a ansiedade interfere no dia a dia

Segundo o psiquiatra e escritor, Augusto Cury, “a ansiedade é o mal do século”. Sofrer por antecipação, acordar cansado, estar a cada dia mais impaciente com as pessoas e até familiares são coisas comuns na sociedade, isso pode ser um sinal de ansiedade. No entanto, existem dois tipos de ansiedade: a normal e a patológica. “As pessoas têm necessidade de que as coisas aconteçam rápido. Se um site demora 10 segundos para abrir ficamos ansiosos e reclamamos de que está lento demais. Isso é visível em crianças e idosos” exemplifica, Faria.

“A ansiedade patológica possibilita você ver coisas que não existem”, continua, “em um estado agudo, a pessoa se prende a pensamentos negativos, de que algo sempre vai dar errado. Em um estágio mais avançado, ela deixa de sair de casa e fazer coisas que antes fazia normalmente, como encontrar com os amigos ou ir à academia. A vida se transforma em um eterno questionário: será que fulano não gosta de mim? Será que sou apta para ter aquele emprego? Será que vou dar conta?” esclarece

Fazer algum tipo de ritual ajuda a controlar a ansiedade?

Fazer algum tipo de ritual ajuda a controlar a ansiedade?

Anne, acredita que devemos tomar cuidado. O ritual é bom e confortante, desde que não fiquemos dependentes. “O poder da mente é muito forte. Se a pessoa tiver algum ritual ou amuleto pode ser bom, todavia o que pode acontecer de forma negativa é ela achar que sem esse ritual (ou objeto) as coisas não darão certo. Isso pode evoluir para outro distúrbio, o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), onde ela acredita que se deixar de fazer determinada ação, alguma coisa muito ruim pode acontecer a ela ou a pessoas próximas a ela”, explica.

Atividades para controlar a ansiedade

Atividades para controlar a ansiedade

Uma forma de manter o autocontrole são atividades físicas ou tratamentos complementares como ela mesmo diz, “pacientes que fazem tratamentos complementares (atividade física, yoga, meditação, acupuntura, etc) tem uma melhora significativa. Mas vale lembrar que cada caso é um caso, por isso, é importante consultar um especialista, o acompanhamento psicológico ajudará na evolução do tratamento ou em casos específicos que necessitem de medicação o acompanhamento psiquiátrico”, finaliza, Anne Prado de Faria.

Conseguiu ler o texto todo sem ir direto para o final? Então você não é tão ansioso assim. Mas, procure sempre um especialista para ter um diagnóstico mais preciso. Com seu Cartão Vale Saúde Sempre você pode fazer consultas com psicólogos e diversos outros especialistas, além de também fazer exames laboratoriais e de imagem a preços muito baixos. Por isso, não deixe de cuidar da sua saúde. Acesse nosso site e saiba mais.

Dra. Anne Prado de Faria – Psicóloga.

Instituto Phases – Rua Voluntários da Pátria, 2736- Santana- São Paulo- SP

Quer agendar uma consulta na clínica? Entre em contato com a Central de Atendimento Vale Saúde Sempre no 3003 0256

 

Compartilhar.

Sobre o autor

Deixe uma resposta